quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Sobre as primeiras horas do dia

     As primeiras horas da manhã são, definitivamente as mais gostosas.
É justamente entre as 4 horas da madrugada e as 6 horas da matina que sinto a melhor acomodação em minha cama. É quando meu lençol já se encontra moldado à minha posição tão variante da longa noite. É quando sinto um friozinho por fora, e um quase morno por dentro. 
Joan Miró; Gift of Mary and Leigh Block, 1988
     4h30, acordo com a bexiga cheia. Levanto e vou em direção ao banheiro. Ainda com um olho fechado e o outro semicerrado. Volto para a cama meio que sem sono, meio que com sono todo...A partir daí nasce a consciência de que vivencio aquela experiência mágica debaixo das cobertas.
     5h30, acordo novamente. Dou uma olhadela para minha janela. Vejo o céu perfeito e sua mistura inebriante de cores. O céu é rosa, laranja, amarelo e azul. Um degradé sem igual, um presente divino.É nessa hora que passarinhos cantam sua beleza por suas vozes invejáveis e suas asas contrastando com o céu multicor.
     6h30, meu despertador toca. Eu acordo e o desligo. E deito mais cinco minutos que me fazem sentir um repouso equivalente a uma hora. Abro os olhos, mas não me movo. É bom mover apenas os olhos, é como se eu esticasse tudo dentro das bolas de vidro que ficaram tanto tempo alheias à realidade a seu redor.
     7h, já devo estar pronta para sair. Não existe mais magia nem conforto. O sol aparece e queima nossos corpos.Os raios agressivos invadem minha janela e iluminam meu quarto. Nessa hora, fecho a cortina e parto para o meu dia. Minha alcova, agora, descansará de mim.

Carolina Morais

13 comentários:

L.A disse...

Essa de desligar o despertador e ficar só mais cinco minutinhos é uma constante em meu despertar...

A Viajante disse...

Dependendo do dia acordo as 6, e sempre fico mais alguns minutinhos, até levantar de vez e me preparar para o dia!! E ultimamente até mesmo o sol das 8 está forte que dói a pele! é o aquecimento global...

Muito legal o post viu!!

beijos!

Machado de Carlos disse...

Lentamente acordamos, depois de um sono pesado e belos sonhos. Voltamos à realidade do Mundo. Comigo acontece tudo ao contrário, pois troco o dia pela noite. Vivo a noite. A solidão da noite me obriga a compor certos versos...
Mesmo assim, agradeço-lhe pela bela companhia às 3h40 min.
Obrigado!

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bom mesmo o texto. Vim conhecer seu blog e gostei muito mesmo, parabéns. Se puder venha conhecer meu blog, será uma honra receber sua visita, beijos.

ventosnaprimavera.blogspot.com

♪ Sil disse...

Minha flor,

Eu muitas vezes desperto mesmo sem querer despertar rs.
Minha rotina de segunda a segunda é levantar as 7 da manhã.
E o dia não cabe 24 horas pra mim, deveria ter 30.
Mas qdo não estou tãooooo cansada, eu tenho esse mesmo ritual do seu.
Desligo o relógio, fico mais um pouco na cama...depois abro a janela, olho o céu...e não tem um dia que não diga:

- Bom diaaaaaaa vida! -

E esse ritual me acompanha desde os 15 anos.

E o dia começa, com suas lutas e glórias.
E a gente torce pra que seja um dia lindo.

Beijoooooooooo Carolzinha.

Sempre aqui ó: ♥

Pérola disse...

Vc fala de mim mas...vou te contar, sua criatividade em lidar com as palavras ñ tem limites.
Amada,7 hs já estou com a criançada gritando no meus ouvidos rs.
Esse ano estou numa creche,pensa rs.
Amei seu texto poetizado.
Parabénssssssssssssssssss.
Beijokas.

Vinicius.C disse...

Olá Carol!!


Muito bom ler você menina!!

Estou me sentido do lado de fora da janela dando um de passarinho, com toda a carinha de santo que obviamente é só cara e bico. Olhando você!... (risos)

Desejo um ótimo fds!

Nos encontramos no Alma!

Beijo.

Lara Amaral disse...

Linda forma de descrever o despertar. Beijo, florzinha da manhã!

Ivan Bueno disse...

Carol,
Chego hoje em casa quase na hora em que você se levanta pela primeira vez, só com um olho semiaberto, mas passo por aqui pra te ler, fluente, gostosa, antes de eu ir me deitar.
Amanhã, excepcionalmente, não trabalho e posso acordar tarde. Espero que você também possa!
Beijo grande.

Ivan Bueno disse...

Ah, e daqui a pouquinho os passarinhos de diversas espécie que habitam os arredores do meu bairro começam sua deliciosa sinfonia. É o melhor bom dia que se pode ter da natureza!
Outro beijo, moça.

Capitu disse...

Descreveu meu despertar com muita propriedade, rs.


beijooos

dade amorim disse...

Não podem faltar os minutinhos a mais, roubados da rotina ;)

Beijo.

Suzana Martins disse...

E o dia começa entre sonos, sonhos, vontades e sorrisos. O dia atende o sol ao amanhecer e vibra as energias de uma rotina cheia de vontades.

Abraços