quarta-feira, 31 de março de 2010

Poeminha para Bibi

Estrelas que se escondem
No vão do infinito
O breu que de longe sinto
separa nuvens de algodão

Única, suave, distante
Amizade reconfortante
Paredes de vento
Muros de melão

Açúcar no bolso da frente
da mochila tecida de sonhos
Ergue teus braços, então!
Tão clara te chamo, irmãzinha
Hoje até o sempre
sempre comigo
minha
Bianquinha.

C.M

[Bianca e Eu]

6 comentários:

Pérola disse...

Boa diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
Que poema lindo e singelo minha amiga.Adoreiiiiiiiiiiiii.
Vocês são lindas!!!
Me perdoe pela demora mas eu cá estou para te agradecer a visita e lhe desejar uma Feliz Pácoa!!!
Um beijo grannnnnnnnnnnnde e um maravilhoso dia.
Beijokas.

bibi disse...

owwwww amiha linda!!!! amei a surpresa! ficou muito lindo!!! to emocianada aqui!!! brigada viu!!! um beijo bem grande, vc sabe q eu tbm te amo neh?

[ rod ] ® disse...

É de fatos assim que a amizade se constrói como alternativa à loucura deste mundo.. bjs moça!

Carol Morais disse...

Pérola,
minha querida amiga, que felicidade e que honra ver que estás passeando pelo meu cantinho! Estou esperando novas postagens suas, viu? Feliz páscoa para você também querida!
Beijocas

Carol Morais disse...

Bibi, é de coração. Eu te amo. =D

Carol Morais disse...

Rod, que bom que gostou. Concordo que, no meio dessa vida insana que temos, a melhor coisa é vermos que temos ao nosso lado verdadeiros amigos. Bom dia!