quarta-feira, 6 de abril de 2011

Sereia

Nos braços longos do mar, logo ali.
Esconderei o ventre por entre sal e algas
E que a brisa fomente marolas
E que o vento sopre forte para ondas lunares

Sou eu sozinha nessa imensidão azul
agora escura sob as nuvens doidas no firmamento
E o que me vem por dentre os dedos
são fragmentos de sonhos em ondas
E ondas que estreitam-se até o último grão de areia
Eu as quebro com pernas e pés humanos
Mesmo sabendo que dentro do mar sou menos humana
Dentro do mar sou mais sereia.

Carolina Morais

19 comentários:

♪ Sil disse...

Mesmo sabendo que dentro do mar sou menos humana
Dentro do mar sou mais sereia.


- LINDO -

Carol, você me emociona!

Um beijooooo!

Amo-te!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

http://walkyria-suleiman.blogspot.com/2011/04/vai-que-e-blog.html

óia só....vc nem lê meu blog....snif....huahuahuahuahua
brincadeirinha
de verdade
volto depois pra me informar melhor das tuas conquistas....

Karla Thayse disse...

Que blog mais lindo!

Encantadíssima...

Beijo Carol

Suzana Martins disse...

E dentro das palavras tu és o mais belo poema escrito na areia com as ondas da praia!!

Beijos

Dica Cardoso disse...

Oi,
A alguns minutos estou a ler o teu blog e confesso,amei!
Voltarei para ler-te mais,pois de agora em diante,estou seguindo o caminho encantado à tua tão delicada poesia!

Abraços no coração!

A.S. disse...

Carol,

Uma sereia, um canto, um mito, um poema!...


Beijos meus,
AL

Machado de Carlos disse...

Belo e profundo o seu Poema! Uma beleza que nos faz viajar ao Infinito!

Seja nas ondulações naturais das ondas do mar, no rol das belas estrelas do firmamento, em terra como divino corpo humano; - realmente é um Grão de Areia que viaja no Universo. As sereias são assim, voam com asas de fadas!

Um Grande Abraço!

flaviopettinichiarte disse...

muito bom o tExto (poético-sentir ) que emana da tua alma..e parabens pelo prêmio..vc merece sempre..agora queremo mais!! bjs...apareça lá!tem algo que fala de ti!

Nilson Barcelli disse...

Gostei da tua poesia. Que não conhecia.
Carol, parabéns pelo talento que as tuas palavras revelam.
Beijo.

Olga Durães disse...

lindo!!!!

Josane Mary disse...

Olá, Carolina! Tudo certinho? Que tudo esteja 100% com você
Encontrei o seu blog e vim fazer uma visitinha!
Linda a sua poesia; profunda a frase "sou eu sozinha nessa imensidão azul..."
PARABÉNS!

Sou expatriada; sai do Brasil em 2000 e fui para os USA estudar na Harvard, onde estudei até 2002. Desde 2003, moro na Holanda - sou casada com um holandês.
[O choque cultural existe e acaba sendo benéfico - de uma maneira ou de outra -. Sou da opinão que existem coisas boas e ruins em qualquer lugar do planeta! Nós é que temos que ressignificá-las à nossa moda!]

Será uma alegria se visitar o meu cantinho virtual, que é: http://josanemary.wordpress.com/mevrouw-jane/

E será uma outra alegria, se quiser ler o prefácio do meu livro: Mevrouw Jane (o prefácio não foi feito por mim, mas por um outro escritor, um já reconhecido no mundo literário). Se gostar – ou não - por favor, deixe um comentário; vou adorar ler a sua opinião!

Tenha um ótimo dia!
Grande abraço.
Josane Mary

Vinicius.C disse...

Olá carolll!!

Que saudade desse canto soo!!!

Eu estive viajando e fiquei um pouquinho ausente do blog, agora estou tentando atualizar os meus recados.

Desejo a vc uma ótima tarde viu!!

Te espero no Alma!

Eu volto com mais calma beijo!

Karla Thayse disse...

Olá Carol!

Obrigada pela visita e pelas palavras lindas de carinho que vocêdeixou no blog, é um prazer te receber por lá viu, sinta-se em casa porque aqui eu já tô me sentindo! Rss

Beijo grande

Fernand's disse...

"dentro do mar sou tempero que me abençoa"


=)

Vinicius.C disse...

Olá Poeta!!

Passando para ver se te encontro uma semana é muito tempoo!.. rs
Espero que esteja bem!

Beijooo

Arnoldo Pimentel disse...

A imensidão azul reflete a solidão das sereias, lindo seu poema, beijos.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Ownnn
ai Carolininha
me senti toda nesse verso
ai, escondendo o ventre criativo,
escondendo o coração que pode amar qqr coisa

ai Carol...... dói sabe!

Patrícia Gonçalves disse...

Carol, que lindo! Ondas, areia, brisa e mar, menos humana e sempre sereia. Você encanta!!!

beijos

Emoções disse...

Poetas

Poetas são flores,
Que com o tempo começam a desbrotar,
As pétalas são o pensamento,
Que ao longo vai recitar.


Poetas são estrelas a Brilhar,
As suas luzes vêem do céu,
Que com um toque de magia,
Começam a se esnpirar.

Poetas são águas,
Que vão ao rio a descer,
Vão levando as tristezas,
Que deixaram de viver.