quarta-feira, 5 de maio de 2010

Gramas de Ana

Gramas de Ana

Carolina Morais

Anagrama de sonhos coloridos
Atravessa ponte de corais distante

Luz divina acesa no teu céu sublime
Inebria sentimentos de amores vãos

Amor que transborda felicidade
É feita de desejos, louvores e maldições

Feiticeira do caos e do destino
Mulher de sete braços articulados em dois

Estrela que brilha no breu meu
Destaca teus sussurros de amor de mãe

Abundando carinho no infinito
Mãe, Estelita, amiga e mulher


Um dia você eu quero ser
Quando um dia, porém eu puder

Ser alguém que brilha sozinha
Embriagando vidas contidas no horizonte.





A dama na foto comigo é minha heroína. A danada faz aniversário dia 06 de Maio, pertinho do dia das mães. Fica aqui uma parte ínfima do meu carinho, que não cabe em uma postagem de blog!

9 comentários:

MOISÉS POETA disse...

belissimo poema !
belissima homenagem !
coisa mais linda de se ler...!

levitei no teu poema e vi verdades
espalhadas pelo ar...

milhões de beijos !

Lara Amaral disse...

Lindas vcs duas nesta foto, e poema doce, como sempre!

Beijo.

Sil.. disse...

Que homenagem bonita Carol!
A gente nem tem muito o que dizer num poema desses.
Só se emocionar mesmo!

Um abração!!!!

Pérola disse...

Vocês são lindas!!!
Parabéns,eu amei a sua postagem.
Transborda muito amor amada.
Beijos mil.
Beijos na mamãe ok.
De meus parabéns a ela e um beijo na buchecha.

A.S. disse...

Carol,

Bela homenagem à tua Mãe! Como ela pode orgulhar-se de ti!!!

Deixo um beijinho à mãe e à filha!!! :)

AL

Márcio Vandré disse...

Mãe.
Um abraço contigo não se torna um simples abraço. É um meio de me livrar das agruras do mundo, dos desatinos insensatos. Da poesia que falta nas ruas.
Mãe, rio de candura.

Um beijo, Carol!

Sarah Slowaska disse...

"Feiticeira do caos e do destino
Mulher de sete braços articulados em dois"

Bem, eu não consigo imaginar uma maneira mais verdadeira, com uma imagem tão criativa, de definir uma mãe. Definir? Não. Mãe, Pai e Amor são três nomes indefiníveis tamanha a sua imensidão.

Linda homenagem, lindas imagens, bela fotografia! Lindo post, como não poderia deixar de ser!

Um beijo em ti e outro na mãe!
lindo domingo :*

Sil.. disse...

Vim deixar um abração Carol, e te desejar uma semana com dias bem bonitos!!!

Mai disse...

E assim, Ela é luz que irradia.

Belas todas as imagens que criaste.
Ao final, a fotografia são dois corações que sorriem.

Bela homenagem.
Vida muita para sua heroína, Carol.