quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Medo

O medo revela a derrota
The Old Guitarist
Pablo Picasso

Oil On Panel, 1903
tinge de preto o desespero,
desencoraja a alma,
Rasga a pura seda
carcome a carne fraca.

O medo transcende o orgulho
surge em meio ao tudo
esconde-se no nada
encobre o que somos em essência
Embranquece pensamento.

O medo me tira pedaço
arranca o olho bom e,
vagarosamente,
corta cada víscera viva
esmagando meu estômago
vazio.

O medo surge na noite
cresce dentro da gente
foge das rezas
apaga as velas
Congela o horizonte.

O medo realiza o covarde,
E mata o corajoso
E desfaz sonhos gigantes
E desfaz mundos perfeitos
E desfia laços dados
com o certeiro amanhacer.

Carolina Morais

10 comentários:

Celso Andrade disse...

Costumo dizer qu o medo não é nosso e sim dos outros!!

bruna disse...

"O medo congela o horizonte"
Lindo, adorável e aterrorizante.
Adorei.
Tem coisa nova no meu, beeijos

paulinho disse...

Oi, Carolina
muito bonito seu blog e seus textos. Como leio pouca poesia, vou passar mais por aqui e corrigir esse defeito.
Espero que siga meu blog mesmo!
Obrigado pela visita.

Erika numa Batalha da Pesada disse...

Oi Carol,

Obrigada pela visita. Adoro poesias e já estou te seguindo.

Beijo grande

Saulo Taveira disse...

Eu odeio o medo com todas as minhas forças.

Lindo texto.

Beijos.

André Lenz disse...

Muito bom seu blog heim? adorei tbm, pode seguir o meu sim, seguirei vc tbm, inclusive tu corre o risco de eu roubar uns post seus, rs.....

Crônicas do Cotidiano disse...

As vezes tenho medo de ter medo... Não gosto de "cinza coração".

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ah Carol tô com o, Crônicas, tenho tanto medo desse medo que "apaga velas", que tenho medo de sentir medo, mimnha bumeranga açucarada.
Mas a gentefina sabe. Sente medo, mas a coragem vem e bota pra quebrar!
é nóix!

Márcio Vandré disse...

O medo te pune com a incerteza do próximo passo.
O medo te cega.
O medo corrói.
O medo mata.

Sil.. disse...

Carollllllllllllll!!

(Eu amooooooo essa foto sua).

Lindaaaaaaaa de viver!

MEDO? Sabe, que o medo muitas vezes me impediu e impede de andar?
Vejo estradas na minha frente, e o medo não me deixa saber em que direção vou.
Péssimo isso!!

Beijoooooo!!!

Como tá tudo ai???

Amo você!