quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Pedregulho

Title: Blue Dancers
By: Edgar Degas (1834 - 1917)
Original Size: 65 x 65 cms / 25.6 x 25.6 inches
Medium: Pastel On Paper
Location: Pushkin Museum, Moscow, Russia
Photo Credit: Bridgeman Art Library
Image ID: BAL37504
Year: 1899
Seu primeiro suspiro de vida
saiu de um forno frio.

Os passos sao lentos
em eterno degage.
Pernas longas e fortes
fincam na terra seu peso.

E o peso pesa no corpo cansado.

O rio que passava por aqui 
levava uma flor perdida na correnteza.

A menina girou girou girou
e tossiu pedrinhas escondidas 
no infinito
de um teto de vento meio cinza
meio dela
meio eterno.

Carolina Morais

4 comentários:

aluisio martins disse...

meio tudo, inteiro todo...
muito bom
volto

Lara Amaral disse...

Um quê de surrealismo, adorei! Um dos melhores que já li seu. E com Degas acompanhando, então...

Beijo.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Meio dela
mei cinza
meio eterno

Carol que demais, entendo tão bem que nem preciso explicar.

Adoro essa sua cabeça descompromissada de tudo, apenas vinculada a teu coração.

Nathan Matos disse...

e quando falas de poesia, mal sei dizer o que pensar...

daqui a pouco vou sair e tentar tossir pedrinhas no infinito...