sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Canção

Acordou cedo com ares de novo dia. Abriu os olhos cansados. Caminhou até o espelho e penteou o que sobrara dos seus cabelos negros.
Bocejou uma canção de ninar.
Sentiu a brisa fria banhar-lhe os ossos dos dedos dos pés. Beijou as flores do campo.
Esquecera dos outros ao seu redor. Esqueceu do mundo que a abraçara. Deitou em um movimento suave. Dormiu um sono de anjo. Sonhou uma vida de vento. Adormeceu nos braços da noite.
Ela então desejou dormir para nunca mais acordar.
Carolina Morais
Renoir; Sleeping Girl,1880.

8 comentários:

Saulo Taveira disse...

Ou desejou acordar na vida de vento como sonhava?

Bejos.

Machado de Carlos disse...

Estive neste lugar e neste lugar vim lhe agradecer pela Grandiosa Amizade e Carinho! Adorei receber sua visita!

Beijos carinhosos de Coração para Coração!

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Carol,
Você e Renoir, um par pra se guardar...

Abraço mineiro,
Pedro Ramúcio.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ia re encher as sacoletas e deixar só um beijo...rsrs.

Mas dei de cara com essa prosa...sei lá Carol, pensei numa vida ao contrário, voltando a ser criança, sabe...pensei que ia terminar lá na barriga da mamis. Sério, tô brincando mas é sério.

Voltar....

Sil.. disse...

Carol, minha lindaaaaaaaa!

Eu tava lendo isso que vc escreveu, e o comentário da Wal bateu tanto comigo. Vezenquando tenho essa vontade tbm....VOLTAR>>

Enfins!
Aqui tá tudo bem, minha flor, na correria, que me surta, me cansa, e as vezes me deixa exausta.
Mas faz parte né Carol?
Não tem grandes novidades pra contar, mas to bem.
Véspera ai de feriado, visita em casa, e a casa se anima rs.
Eu gosto de familia perto, mesmo a minha não sendo perfeita rs.
E vc? Tenho visto que tá bem, e fico tão feliz por você.
Rezo sempre a Deus, pra que te cuide.
Deus sabe o quanto te quero bem, e o quanto quero que seja feliz, mais do que já é.
Sempre te lendo, acompanhando.
Assim te sinto próxima.
E vamos nos falando.
Se cuide, hum!

Não esquece: AMO VOCÊ!!!

Machado de Carlos disse...

É o que nos acontece quando dormimos. Sonhamos. Os sonhos parecem realidade. Naquele momento não queremos mais acordar, pois os sonhos parecem tão reais! Dá-nos a impressão de que estamos em outra vida e quando acordamos, a realidade sim, parece um sonho interminável.
Obrigado pela sua companhia entre os nossos blogs.
Fique bem!

Suedivaldo disse...

Oi.. Tudo bem?
Que bacana esse seu blog, muito interessante. Esse post esta incrível. Parabéns pelo Blog!
Vou continua acompanhando seus posts, pois já tou seguindo já. Segue o meu lá também, tem um trabalho bem bacana.

http://galeriadephotoos.blogspot.com/

Saudações, Abraço!

Suedivaldo

Lara Amaral disse...

Acontece muito isso nesse tipo de repouso.

Muito bom!

Beijo.