quinta-feira, 14 de outubro de 2010

O Homem

Fabian Perez, Waiting for the Romance to Come Back I.
Ele era cheio de sonhos. Sua criatividade um dia consquitaria um mundo inteiro. Loiro, alvo, de beleza ordinária (se é que a beleza pode ser ordinária). Cheio de si. Chegou em casa, um dia, de um dia cheio de desavenças com o seu ser. A transparência da água intrigara-lhe o interior. A falta de gosto queimava-lhe a língua e os ossos chamados dentes.Questionava sobre o tempo e sobre a vida que vivia. Algo lhe faltava. Não era o amor de uma mulher nem a vontade de uma. Não lhe faltavam amigos ou comida.Não lhe faltava o Cuvée Dom Pérignon, religiosamente, às sextas, na boca da noite. O gosto suave de nozes e avelãs lhe aprazia. Era um prazer só dele. Um homem quase feito, cheio de defeitos. Um homem que não colecionava armaguras para contar. Que não ostentava saudades para chorar. Um homem que sentia que algo lhe faltara. Talvez o erro, talvez uma vida que não fosse a dele. Talvez o tempo, talvez um filho que nunca geraria por fruto seu.
Era, então, um homem seco.

Carolina Morais

9 comentários:

Ju Fuzetto disse...

Verdadeiro!!!

Adorei!!

Parabéns pelo blog!!!

beijocas

João Lenjob disse...

Tem cinco poemas novos em meu blog http://lenjob.blogspot.com e lhe apresento o Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, um super canal interativo de arte. Me fale o que achou, viu?? Abaixo poema.

João Lenjob

Na Nossa Tela
João Lenjob

Se quiser o céu numa tela
Eu o trago até você
Eu lhe dou pincel, tinta e uma aquarela
E as cores, dá você
Venho com estrelas, cometas e uma lua bela
Mas o sol, traga você.

Dance no céu, pintando como bailarina
Que sou platéia pra você
Seja a pintura mais pura, doce menina
Que sou menino pra você
Dê-me o amor da arte mais divina
E do amor faço você.

Ame menina, na nossa tela
Aquarela, eu e você

Se por acaso alguma cor lhe falta
Eu faço em verso pra você
Viro então um poeta astronauta
E fico no céu pra você
Enquanto pinta a nossa pauta
A poesia é feita pra você.

dade amorim disse...

Amar é difícil, é verdade. Mas sem isso, o que é que fica?

Bonito, seu texto.

Um abraço.

Lara Amaral disse...

Da ausência que há dentro de cada um, de um tempo qualquer, de uma vida mal vivida ou mal interpretada.

Ótimo texto!

Beijo.

Paula Figueiredo disse...

Que força! Vibrante! Adorei!
To seguindo! :) E vamos confiar na vida!

Márcio Vandré disse...

Certa vez um homem se gabou aos ventos que não tinha inveja e no outro dia olhou com péssimos olhos para uma aquisição de um vizinho. Temos que nos gabar do que temos. E só.
Um beijo!

Machado de Carlos disse...

Bem não posso ler mais. Preciso sair, mas voltarei para degustar cada palavra do seu conhecimento!

flaviopettinichiarte disse...

interessante...

★★ GIZA ★★ disse...

ola
adorei seu blog e estou te seguindo
me faça uma visita:
www.flordelotus29.blogspot.com
me siga. vou adorar que sejamos amigas
beijos